Home
ayrton_senna (1)

Currículo brilhante do brasileiro tri-campeão mundial de fórmula 1

A primeira vez que fui ao Brasil tinha 5 anos. Estávamos em 1994, época do mundial de futebol nos Estados Unidos da América. A minha memória ainda não era sólida mas três imagens ficaram na minha recordação: Striker (cão mascote do EUA 94), a selecção (todas as imagens de apoio à equipa e dos jogadores) e Ayrton Senna. As ruas estavam pintadas de verde, amarelo, azul e branco com imagens relacionadas à «canarinha» e ao Mundial.

No meio de todas os cartazes, frases, grafitis e pinturas havia a imagem de um homem sério, pensativo e compenetrado.

Uma figura distante (era evidente) do universo do futebol mas que me intrigava por não perceber a devoção que despertava. A imagem imponente daquela mítica figura, estava, praticamente, em todo lado e sempre com um destaque superior a qualquer outra.

Estávamos um Junho, apenas um mês depois da morte de Ayrton Senna. O país da alegria era um lugar de tristeza. O Brasil de 1994, era um país muito atrasado, com graves problemas de educação, uma inflação galopante e um clima intenso de violência. Hoje em dia algumas coisas melhoraram, outras nem tanto, mas o sentimento geral é bem diferente.

Na época de Ayrton Senna o povo brasileiro não confiava nas suas capacidades, tinha um certo complexo de inferioridade e não enxergava sinais de reação ou algo de positivo no futuro do país. Para muitos, a única coisa positiva que o Brasil tinha era Ayrton Senna.

Os domingos brasileiros nunca mais foram iguais depois do muro de Imola. Fosse de manhã ou de madrugada, cansado ou não, o povo acordava cedo e vibrava com as ultrapassagens vertiginosas e a mágica condução à chuva do filho do Seu Milton e da D. Neide.

images (3)

Senna era um homem profundamente religioso

Ayrton era um homem muito espiritual. Detinha uma fé inabalável em Deus, era ambicioso e perfeccionista (não chegava ganhar, tinha que provar sempre que era muito superior aos rivais), possuía uma preocupação constante com os problemas sociais do seu povo e acima de tudo tinha orgulho em ser brasileiro. Esse amor ao Brasil, ensinou muitos brasileiros a gostar do seu país, mas mais do que isso: Senna fez o povo ter orgulho de ser brasileiro. A baixa auto-estima brasileira, tinha, no piloto, um sério rival. Ele era o menino de ouro de toda uma nação. Gostassem ou não de Fórmula 1, velocidade ou automobilismo, os brasileiros reviam-se na figura de Ayrton Senna e vibravam sempre que a bandeira verde e amarela saía do carro do tri-campeão. Cada vez que retornava ao país como campeão ou simplesmente para competir em Interlagos, os banhos de multidão levavam militares à casa de Ayrton para controlar as massas que ansiavam por um aceno do piloto.

A febre pelas frases, t-shirts, lembranças ou imagens do piloto era impressionante. Eu próprio tinha um fato de piloto, dos seus tempos áureos na McLaren. Somente o meu crescimento, me fez perceber a importância daquele figura e despertou a minha paixão pelo cidadão Ayrton Senna da Silva.

Estive 3 meses no país, o Brasil foi tetra campeão mundial, encerrou um jejum de 34 anos sem títulos, mas mais do que isso atenuou a dor da perda do maior ídolo desportivo, de sempre, do povo brasileiro. Na hora da vitória, a selecção não se esqueceu do piloto e uma enorme faixa foi exibida pelos jogadores: «Senna… aceleramos juntos, o tetra é nosso!».

ASlogo

Desejo de ajudar as crianças necessitadas foi concretizado com o Instituto Ayrton Senna

Nunca uma figura havia sido tão consensual e amada como aquele que é, para muitos, o maior piloto da história da Fórmula 1. Passaram esta semana 19 anos que multidões chorosas saíram à rua para se despedir, com honras de chefe de Estado, do herói de capacete amarelo. Um ano depois da sua morte, o sonho de Ayrton foi realizado pela irmã: nasceu o Instituto Ayrton Senna. Uma fundação destinada ao apoio de crianças carentes, na vertente mais importante de todas, a educação. Ayrton acreditava que a batalha por um país melhor começava aqui: «Se a gente quiser modificar alguma coisa, é pelas crianças que devemos começar, por meio da educação. Devemos respeitar e educar nossas crianças para que o futuro das nações e do planeta seja digno.».

imagesSenna foi um grande campeão, dentro e fora das pistas. Sempre competitivo, defensor das causas em que acreditava e sonhador. Combateu contra a politiquice que minava a Formula 1, defendeu, intransigentemente, melhores condições de segurança para os pilotos e sonhou com um país melhor. A sua prematura morte, trouxe a segurança aos pilotos pela qual tanto se bateu. A evolução do seu país (em alguns aspectos) e o apoio da sua ONG aos jovens brasileiros são sonhos que não chegou a presenciar. O Brasil mudou muito (para melhor ou pior, só o futuro dirá),o automobilismo também – nunca mais veremos um piloto arriscar a própria pele para salvar um colega no meio de uma corrida – mas o misticismo daquela figura continua intocável. Senna está em todo lado, seja com a instituição, em imagens nas ruas, com a figura do Seninha (banda desenhada inspirada no piloto que tem diversos produtos de todas as áreas) ou simplesmente na lembrança de cada um sempre que chega o domingo.

Os históricos desaparecem mas os Mitos ficam. O menino Ayrton partiu mas o mito Senna vive entre nós.

SONY DSCBruno Gomes

3 thoughts on “Senna vive entre nós

  1. Eu já vi os documentários dele e realmente era impressionante o espírito e sua simplicidade.
    Achei engraçado o porque de ele ter-se tornado tão bom em piso molhado.
    Depois de perder ainda nos karts por causa da chuva, decidiu sempre que chovia levar o seu kart para praticar.
    Grande Senna!

  2. Pingback: Ayrton Senna vive tra noi | Sosteniamo Pereira

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s