Home

Ontem fui à arrecadação buscar as minhas velhas chuteiras de guerra e os dois escudos de protecção – as caneleiras. Entrei na viatura e rumei à grande margem sul para um duelo de titãs: Botafogo de Cabanas – Paio Pires.

Um clássico de peso que serve de preparação para as distritais e para o Inatel. O bom e velho peladão estava pronto, o sol rondava os 40º e os cerca de 20 adeptos ao rubro, mais pelas minis e entremeadas do que pelo bom futebol.

A partida era de preparação mas todos queriam vencer. O jovem presidente do clube da casa, há 3 meses no cargo, bem ao estilo Bruno de Carvalho, foi ao balneário motivar a equipa: “Ganhem o jogo que no fim há uma bifana para cada um”.

Em campo o pelado irregular e curto pedia um jogo mais directo (o guarda-redes de metro e meio dos forasteiros também). Recorrendo a esse expediente a equipa da casa criou muito perigo e chegou ao intervalo com três golos de vantagem. O kick and rush à inglesa além de perigo deve ter criado algumas mossas nas redondezas… Pelo menos dois esféricos entraram em órbita, um habitué deste nível futebolístico.

Na segunda etapa houve tempo para um saboroso frango caseiro que deixou o resultado final em 3-1.

17183624 (1)As características chave de um derby da distrital estiveram todas lá: Dois negros armalhões, um em cada lado, sempre a tentar dar pancada nos adversários; Tipos mais brancos que o Rooney a falarem como se fossem filhos do Catió Baldé – africanos de Palmela, provavelmente; Craques de peso – pelo menos dois devem rondar os três dígitos; Um massagista redondo, tatuado e de pelugem farta; Um árbitro cheio de espinhas na cara e no auge da puberdade que apita consoante o volume das reclamações; Plantéis provenientes de um planeta vizinho do Planeta Futebol, (https://palavrasaoposte.wordpress.com/2013/03/04/planeta-futebol/) compostos por diversos minis CR7 e cia. Os penteados, o crucifixo, as tattoos e o estilo estão todos lá, só falta mesmo jogar futebol e ser adoptado pela mãe Dolores.

Este que vos escreve jogou uns 25 minutos lindíssimos, acertou uma bola no poste, ofendeu algumas vezes o árbitro e apanhou um bronze significativo. Antes já tinha feito sauna involuntária no balneário durante a palestra do treinador. A tarde acabou em grande com uma chuveirada gelada e uma bifana quentinha! Um merecido prémio de jogo. É de louvar a atitude deste pessoal que se entrega na totalidade ao desporto e à sua terra. Foi bom reencontrar os amigos, voltar a dar uns toques na bola e perceber que há tipos bem mais pesados e cansados que eu.

Um dia muito bem passado, sem dúvida. Nada com um domingo de canela até ao pescoço num bom e velho peladão. Quem nunca passou um que atire o primeiro charuto…

GOSTOU DESTE ARTIGO? ENTÃO ENTRE
EM https://www.facebook.com/palavrasaoposte, CLIQUE ‘GOSTO’ E
ACOMPANHE OS ARTIGOS DIÁRIOS DO PALAVRAS AO POSTE! 

SONY DSCBruno Gomes

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s