Home

O ano 2013 termina daqui a uma semana. Mas há casos e nomes que ficam para a eternidade. De A a Z, quem foi o centro das atenções do futebol português?


A
rtur

É o nome do momento no universo benfiquista, pelas piores razões. O guardião brasileiro esteve ligado a muitos momentos decisivos da temporada passada e esta temporada continua a não convencer. Na Luz desespera-se por Jan Oblak mas Artur parece estar no onze de pedra e cal. Jorge Jesus diz que o esloveno tem pouco tempo de baliza. O que vale ao Benfica é que Artur tem anos e anos de experiência, com uma regularidade impressionante entre banco e bancada.

Bruno Carvalho
É, quiçá, a grande figura do ano futebolístico em Portugal. Fala porque sim, fala porque não, fala porque lhe dói a garganta, fala porque tem uma voz de tia de Cascais que considera adequada para passar a toda a hora nas rádios. Dispara em todas as direcções, mesmo que de outro lado só ouça o seu próprio eco. Mas tem sido engraçado. Que continue em 2014.

Costinha
Dizem que quando assinou contrato com o Paços de Ferreira exigiu uma cláusula onde assegurou a não utilização do boné da JCA, porque não assentava bem com os fatos que levaria vestidos para o banco. Depois da passagem pelo Beira-Mar, a prova de que um ex bom jogador nem sempre dá um bom treinador. Ou um treinador de todo…

Danilo
Ainda continua por justificar o elevado valor que o FC Porto pagou pelo seu passe. Mas a sua inclusão nesta lista não está relacionada com o nível exibicional. Foi o lateral brasileiro quem permitiu a defesa a Ricardo, no Académica-FC Porto, depois da oferta do árbitro da partida para que os dragões prosseguissem a sua série imbatível. Danilo não marcou e a contagem recomeçou do zero. Como o FC Porto não perdia um jogo para o Campeonato há um par de anos, Danilo merece estar aqui.

Enzo Pérez
Foi o melhor jogador do Benfica no ano 2013. Na minha opinião, claro. Quem diria que ‘Enzo Férias’ viria a assumir este protagonismo nos encarnados, ainda mais jogando no miolo? A sua raça, a sua entrega e a sua qualidade fazem dele um dos favoritos do Terceiro Anel.

Fredy Montero
É verdade que Montero só tem uns quantos meses de futebol português, mas o que fez no pouco tempo ao serviço do Sporting merece uma menção neste espaço. E como a inicial do último nome do avançado sportinguista até coincide com a inicial do último nome de Jackson Martínez, avançado do FC Porto, aproveito para fazer um 2 em 1, dando destaque também ao colombiano do FC Porto. Os dois avançados colombianos são, hoje por hoje, dois dos melhores executantes do futebol português. Martínez foi o melhor marcador da temporada passada. Montero é o melhor desta, até ao momento. O ‘F’ ficou para o Fredy mas o ‘M’ é de Matadores.

Ghilas
A sua prestação no despromovido Moreirense aguçou o apetite de Sporting e FC Porto. Ghilas marcou 13 golos e deu muito trabalho às defesas durante toda a época 2012-2013. Este ano ninguém o tem visto. Decidiu-se pelos dragões e, excepção feita ao salário, deve estar pouco feliz pela escolha que fez. E, já agora, engraçado olhar para o preço pago pela ‘Estrutura’ para garantir o argelino. Deixem rolar o dinheiro…

Hugo Miguel
Quem? O árbitro do Paços de Ferreira-FC Porto, último jogo da Liga Zon Sagres 2012-2013. O homem que marcou penalti fora da área para os dragões, desbloqueando um jogo que prometia ser difícil. Afinal, o FC Porto jogava no terreno do 3º classificado do Campeonato. Ainda havia algumas esperanças no lado encarnado, que Hugo Miguel fez questão de eliminar bem cedo. Paulo Fonseca não se chateou. Josué também não. Ou Sérgio Oliveira, que seguiu para a Capital do Móvel com lugar reservado no onze. Pouco tempo depois, os pacences andavam a jogar jogos ‘em casa’ no Estádio do Dragão. Coisas do ‘Tugão’…

Izmailov/Izmaylov
É um dos casos do ano, que para a generalidade da Comunicação Social tem sido um não-caso. Há meses que não aparece, ninguém sabe dele. Chegou ao FC Porto, mudou de nome, jogou um par de jogos (sabe-se lá como…) e evaporou-se. A ‘cuspidela de fogo’ do dragão no leão ficou cara. Assim como a do outro, o Levezinho, que já só tinha um joelhinho capaz mas mesmo assim alguém no Porto acreditou no milagre.

Jorge Jesus
É Jorge e é Jesus. Também conhecido como Jota Jota. A letra Jota tinha que ser dele mesmo. O maior perdedor da história do Benfica teve em 2013 o seu momento alto no que melhor sabe fazer: ser humilhado. De resto, 2013 foi mais um ano à Jorge Jesus. Polémicas, calinadas no português, casmurrices, teimosias e embirrações. 2014 promete mais do mesmo…

Kelvin
O brasileiro com ar de catatua não esteve no Big Brother mas teve também os seus 5 minutos de fama. Aliás, um pouquinho mais. Kelvin foi absolutamente decisivo na conquista do título da temporada 2012-2013. O momento alto, pois claro, o golo ao Benfica quando o relógio contava os 92 minutos. Na torre das Antas consideraram ter feito o suficiente para merecer um espaço próprio no novo museu. O que diz muito de um clube fundado em 1906 (perdão… 1983… ou 1243?).

Leonardo Jardim
É o melhor treinador do Campeonato. Não vou dizer que é dos melhores treinadores portugueses da actualidade porque ainda tenho sérias dificuldades em perceber que aquilo que fala é a nossa lingua. Só regressou ao futebol português no Verão mas já chegou para mostrar o seu valor, como já tinha mostrado em Braga ou na Grécia. Talvez Marco Silva, se um dia tiver possibilidade de treinar um grande, possa provar que é tão bom ou melhor que o madeirense. Para já, é o Sporting quem me parece melhor servido. Pegou numa equipa com orçamento muito inferior aos rivais e vai na frente do Campeonato. Mérito para ele, pois claro.

Marco Silva
Se tivesse que escolher o melhor treinador do futebol português em todo o ano 2013, o meu voto iria para o técnico do Estoril. Depois da brilhante prestação na temporada passada, que culminou com um brilhante quinto lugar, Marco Silva permaneceu nos canarinhos e vai mostrando que a temporada passada não foi um acaso. Para já, 4º lugar na tabela, mesmo perdendo Steven Vitória, Jefferson, Carlos Eduardo, Licá e agora Luís Leal. E quando recebeu o FC Porto na Amoreira meteu Paulo Fonseca no lugar. Literalmente!

Na Bagna, Armindo
Ok, admito, fiz batota. Mas o ‘B’ de Bruma estava ocupado com o indiscutível e incontornável Bruno Carvalho. E por isso fui buscar o seu verdadeiro nome, até porque nunca é demais lembrar esta pérola. Bruma foi o maior protagonista de uma novela de Verão que parecia não ter fim. Mexido pelos cordelinhos de Catió Baldé e Bebiano Gomes – qual marioneta – o jovem português meteu na cabeça que tinha que sair do Sporting. A bem ou a mal. Acabou por não sair de forma tão devastadora para as contas leoninas como se chegou a prever (nem para o rival FC Porto) mas a escolha do novo clube foi tudo menos ponderada. Na Turquia, vai tendo dificuldades em assumir-se como titular no Campeonato, até porque existe um limite de estrangeiros no onze. O menino não sabia? Azar o dele…

Oscar Cardozo
Dentro de campo, 2013 foi um ano à imagem daquilo que o avançado paraguaio nos habituou: golos, golos e mais golos. E a cada vez maior apetência para marcar golos ao rival Sporting faz do Tacuara um ídolo ainda maior para a torcida encarnada. Um pouco à imagem do que fazia Liédson ao Benfica. Só que Cardozo também está aqui por ter feito aquilo que eu e muitos outros benfiquistas pensam fazer semana após semana: dar uns safanões no Jorge Jesus. Cardozo não conseguiu concretizar em Jesus como concretiza à frente da baliza. Teria sido uma imagem muito triste de se ver. Mas hoje, depois de cada jogo do Benfica, teria um vídeo no Youtube para acalmar a fúria.

Paulo Fonseca
O técnico do FC Porto não era bestial há 6 meses atrás nem é o pior treinador do mundo nos dias de hoje. Aliás, não me recordo de ver no FC Porto um treinador com um índice de azar tão grande como o do actual técnico dos dragões. É verdade que o FC Porto joga pouco, mas também deram pouca matéria-prima ao homem para fazer melhor, sobretudo no ataque. Mas é difícil fazer melhor quando Mangala falha um golo em cima da linha de golo, Danilo falha um penalti a minutos do fim ou Herrera é expulso aos 5 minutos de jogo. Paulo Fonseca está verdinho, mas no FC Porto vai lá. Acabará por ser campeão esta época, seja como for. Também está aqui pelo trabalho espectacular à frente do Paços de Ferreira, naquela que foi a melhor época de sempre dos castores. Aí, muito mérito para ele. Apesar da última imagem (que é a que fica) ter sido a de um vendido.

Quintero
Consta que o jornal OJogo pensou seriamente em mudar o seu nome para OQuintero. Foram 3 a 4 meses de capas consecutivas com o nome do novo craque dos dragões na primeira página. “Quintero é uma mistura de Maradona com Pelé”, “Quintero faz um cabrito no treino” ou “Quintero é especialista em cozinhar arroz de marisco” foram algumas das manchetes originais que a redacção d’OJogo lançou nos últimos tempos. Quintero já mostrou ser tão bom que nem joga no FC Porto, poupado para a fase decisiva da temporada. Agora é tempo de puxar a brasa à sardinha Carlos Eduardo. E de tentar meter Fernando na selecção.

Rui Patrício
O guardião leonino entra na lista porque 2013 foi ano de consagração, ano em que assumiu de uma vez por todas o posto de melhor guarda-redes português da actualidade. É verdade que a concorrência está longe de ser feroz mas Patrício é hoje um guarda-redes mais ou menos seguro, bastante competente e, mais do que tudo, é um líder no Sporting e um dos elementos mais acarinhados pela massa associativa. Quem diria? Há um par de anos, Patrício era figura assídua no assador de Alvalade. E é por isso que merece nota de relevo. Soube trabalhar. Soube esperar. Soube respeitar o clube que tudo lhe deu. Não é – nem acredito que alguma vez venha a ser – um guarda-redes de topo. Nem sequer é, na minha opinião, o melhor guarda-redes do futebol português. Esse continua a ser Hélton. Mas 2013 foi um ano muito positivo para o guarda-redes da selecção nacional. No capítulo individual, certamente um dos melhores anos da sua carreira.

Steven Vitória
O antigo central do Estoril é um daqueles exemplos de que o dinheiro não é tudo. Depois de uma temporada espectacular na Amoreira, culminada com mais de uma dezena de golos no principal escalão do futebol português, Steven Vitória foi tentado pelos euros do Benfica. Péssima decisão na carreira, excelente decisão para a carteira. Vai jogando na equipa B, quando chamado, e pouco mais. Pela positiva, o facto de conduzir hoje um carro melhor que um Fiat Punto de 1996.

Tiago Rodrigues
O novo ‘Pirlo’ foi contratado no Verão pelo FC Porto, chegando depois da conquista da Taça de Portugal. Após uma temporada fantástica ao serviço dos vimaranenses, Tiago Rodrigues deu um salto maior que a perna. Foi recambiado para o Vitória e nem parece o mesmo. Arrisca-se a acabar com um currículo onde o destaque é “treinei com o Lucho!”.


Uros Matic
Admito que a letra ‘U’ não me dá muito por onde escolher mas o nome de Uros Matic até tem pano para mangas. Podia ser o de Filip Markovic a aparecer aqui… São os irmãos desconhecidos de Nemanja e Lazar, craques da equipa principal do Benfica. Ninguém os viu jogar? Posso dizer que a sua qualidade está mais ou menos ao nível da sua popularidade. Dinheirinho para os bolsos, isso é que interessa…

Van Wolfswinkel
Em Alvalade dizem que não há saudades do holandês porque chegou um melhor para o seu lugar. Concordo, mas não consigo deixar de recordar aquela música que ficou popular nas bancadas do estádio do Sporting: “Que se f*da o Moutinho que nós temos o Maniche… O Maniche!, O Maniche!…”. Voltemos ao avançado holandês. Ricky foi dos poucos que conseguiram estar naquela equipa do sétimo lugar sem que o seu nome tenha ficado para sempre na lista negra dos adeptos leoninos. Ele, Patrício e pouco mais… E isso diz muito da sua importância para o Sporting 2012-2013. Parece que em Inglaterra tem jogado pouco. Era previsível…


William Carvalho
Talvez seja a grande revelação da segunda metade de ano no futebol português. Nos primeiros jogos, mesmo quando todos andavam deliciados com o rapazote, via ali problemas que me pareciam bastante graves para um jogador na sua posição. Foi simplificando o seu jogo e é hoje um trinco muito bom. A selecção nacional agradece. Os adeptos do Sporting também. E o Luís Freitas Lobo vai continuar a preferir o Gonçalo Santos.

Xavier, Abel
A célebre conferência de imprensa do ‘filósofo’ Abel Xavier, no final de Outubro, é daquelas pérolas que ficará para sempre na memória de quem segue o futebol nacional. O homem que chegou a Olhão para ‘treinar a dor’ foi despedido pouco tempo depois, réu mas também vítima de um dos plantéis mais macabros do futebol português desde o Belenenses de Casemiro Mior. Mas o seu legado é indiscutível. Só ele para me fazer perceber a origem da alcunha de Jorge Jesus. Potenciador: o que potencia a dor. Para já, o futebol português vai sentindo falta do estilo de Abel Xavier e Costinha. As calças à boca-de-sino do Jesus, o bigode do Manuel Machado e os fatos dread de Bruno Carvalho (muitos números acima do que devia vestir) estão completamente démodé.

Yannick Djaló
Também ninguém sabe dele. Neste caso, não é porque tenha fugido mas sim porque ninguém está minimamente interessado. Ainda assim, se alguém estiver à procura do rapaz, que chame a Luciana Abreu que ela tem uma forma muito eficaz de o encontrar, sobretudo ao escuro. Vamos a coisas sérias. Yannick Djaló está aqui porque o seu nome começa com um ‘Y’. E porque é o ‘desempregado’ mais bem pago do país.

Zakaria Labyad
A saga ‘desaparecidos’ tem em Zakaria Labyad o último episódio de uma trilogia que fez correr muita tinta em 2013. O marroquino chegou a Alvalade ainda em 2012 e com o rótulo de craque. Em 2012 ainda fez uns joguinhos mas em 2013 contam-se pelos dedos das mãos as vezes que o vimos em campo. Em Alvalade ainda há quem acredite que Labyad vai triunfar de leão ao peito. Com o contrato que GODinho Lopes (reparem que o ‘God’ não aparece assim por acaso) lhe ofereceu, se alguém pegar no rapaz já será um grande feito para as contas do clube.

GOSTOU DESTE ARTIGO? ENTÃO ENTRE EM https://www.facebook.com/palavrasaoposte, CLIQUE ‘GOSTO’ E ACOMPANHE OS ARTIGOS DIÁRIOS DO PALAVRAS AO POSTE! 

joni_desenhoJoni Francisco

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s