Home

Agosto foi mês de férias e, como já vem sendo habitual, acabei até afastado do futebol. Aqui e ali ia acompanhando o que se passava a nível de movimentações no mercado nacional e internacional mas tentei ao máximo não me influenciar (pela negativa) com a sangria feita no meu Benfica ou com interessante investimento realizado pelo FC Porto.

E – como também já me habituei – segui com pouco ou nenhum interesse os jogos de pré-época do Benfica. Porque nos últimos anos a pré-temporada das águias tem pouco da essência preparatória associada a esta fase. Há muito que a pré-época do Benfica começa quando começam os jogos a doer. Até lá assistimos a um desfilar de intervenientes exóticos e desconhecidos, muitos deles utilizados com a certeza de que Jesus não conta com eles (Sidnei, esta temporada, foi um excelente exemplo). A aparente pouca preocupação na preparação de uma temporada longa e cheia de desafios acaba por ficar evidente quando nos jogos de pré-temporada surgem Sidnei, César, João Teixeira, Loris Benito ou Luís Felipe como alguns dos elementos com mais minutos nas pernas. Quando começou a doer, todos eles deixaram de entrar nas contas, despromovidos ou enviados para outros clubes.

O onze que o Benfica apresentou no primeiro jogo da época, na Supertaça contra o Rio Ave, terá feito poucos ou nenhuns minutos em conjunto durante os jogos de preparação. Mesmo descontando Enzo Pérez, que teve um período mais prolongado de férias… A máquina não se mostrou oleada. Nem poderia estar! Surgiram logo as justificações do elevado número de saídas nos encarnados mas a realidade até mostrava um Rio Ave com mais baixas no onze face à temporada passada. Eles estavam mais preparados que nós, ponto final.

Nenhuma equipa se apresenta no máximo do seu potencial à terceira jornada, isso é um facto. Mas no Benfica, a falta de entrosamento é ainda mais evidente. Contra o Sporting voltamos a ter uma equipa desligada, desperdiçando uma excelente oportunidade de deixar o rival lisboeta já a cinco pontos de distância. Podem falar de Artur – eu falo de Artur há muito tempo! – mas não foi só isso que falhou. Recordo que do outro lado estava, por exemplo, um centro de defesa composto por Maurício e Sarr… Repito: Maurício e Sarr!

Depois andamos a ouvir falar em ‘fantasmas’, por não se conseguir ganhar o primeiro jogo ou por se vacilar logo na fase de grupos da Liga dos Campeões. O Benfica está sempre muito atrasado na preparação quando começam os jogos a doer. Depois, os resultados negativos nessa fase acabam por ser naturais e não fruto de qualquer tipo de feitiçaria. Na fase de grupos da Liga dos Campeões acontece muitas vezes a mesma coisa: como é disputada na fase inicial da época, o Benfica raramente apresenta qualidade de jogo e fica quase sempre aquém do seu real potencial.

Chegaram um sem-número de novos jogadores e reforços dignos desse nome são menos de uma mão cheia. Felizmente seguraram-se Enzo Pérez, Gaitán e Salvio que, em forma, são três dos melhores executantes do nosso campeonato. E lá se conseguiu Cristante, que pode vir a ser caso sério. Faltou o tal avançado, uma falha inadmissível tendo em conta que desde Janeiro se sabia que Rodrigo iria sair. O dia 31 não deu para tudo, são os efeitos da preparação em cima do joelho.

Ao Benfica cabe perder poucos pontos nesta fase da época. Com ou sem nota artística, é importante não deixar fugir os rivais. Feitas as contas, o plantel não é assim tão fraco como querem pintar nem o investimento foi assim tão reduzido quanto querem fazer crer. E já que não chegou avançado, porque não experimentar o 4-3-3? É que andar a jogar com Jara ou Talisca a avançado só por teimosia táctica não cabe na cabeça de ninguém sem ser na de Jorge Jesus, sobretudo quando há talento de sobra noutras posições. Gaitán, por exemplo, fica (ainda) melhor no miolo. E já nem falo na falta de oportunidades dadas a Nélson Oliveira. Já agora, mais um nome: Gonçalo Guedes. Se Markovic, Talisca e, porventura, Cristante podem queimar as tais etapas que Jesus tanto gosta de falar, porque não o pode fazer um jogador made in Seixal?

 

GOSTOU DESTE ARTIGO? ENTÃO ENTRE EM https://www.facebook.com/palavrasaoposte, CLIQUE ‘GOSTO’ E ACOMPANHE OS ARTIGOS DIÁRIOS DO PALAVRAS AO POSTE! 

joni_desenho

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s