Home

Sexta-feira, quatro da manhã, chego a casa de um amigo depois de jantar e um passeio noturno, ligamos a TV e o nosso zapping transporta-nos para um canal milagroso.

A nossa atenção estaciona num famoso canal brasileiro com nome de jornal desportivo que ao da madrugada dedica-se a oferecer a cura de todos os males do mundo.

É isso que o sábio pastor nos dá a entender na conversa que estabelece com os convidados daquele honesta entidade. Aquele actor ou pastor brasileiro pergunta a uma senhora de meia-idade lusitana:

“ – Então como era a sua vida antes de conhecer o nosso Templo da fé?

– Era difícil… O meu marido era agressivo, batia-me, chegava sempre tarde a casa…

– E agora?

– Agora tudo mudou, desde que eu passei a frequentar a igreja X e a temer a Deus, a nossa relação está óptima e ele trata-me muito bem!

– Você é a prova que o milagre acontece e só há uma porta, a fé, o caminho de Jesus. “ – Arrematou o milagreiro.

Como este exemplo foleiro, houve diversos outros de pessoas com problemas (matrimoniais, financeiros, trabalhistas, etc) que pouco depois de começarem a frequentar a dita igreja miraculosamente resolveram tudo.

capaistoeEu que desde a minha adolescência havia prometido nunca mais enganar telefonicamente ninguém, enchi o peito de coragem e decidi ligar para o número salvador que ia passando insistentemente em rodapé, afinal se é para enganar alguém, que seja outro mafioso.

A chamada foi rapidamente captada por um call-center eficiente que me oferecia duas opções: 1 – Atendimento personalizado que me apoiaria em todos os problemas do universo e arredores;

 2- Deixar uma mensagem com o meu contacto para receber um contacto posterior de tão nobre instituição.

O meu sonho era entrar em directo para desmascarar aqueles farsantes, mas como o programa era gravado contentei me com a opção 1.

Rapidamente uma música de fundo harmoniosa e uma voz baixa e doce me atenderam com carinho, sotaque brasileiro e um tom generoso e paciente:

“ – Boa noite, quem fala? – Não me consegui conter e soltei uma gargalhada que foi travada pela minha mão e pela insistência da senhora:

“- Boa noite quem fala?” – Percebi aqui que podia manter o jogo vivo, se transformasse o meu riso em choro e foi isso que fiz para iniciar e conservar a conversa.

– “Boa noite (choro compulsivo)… A minha mulher… (choro)

– Calma senhor. Como senhor se chama? O que aconteceu com sua esposa?

– Aurélio … minha mulher fugiu…levou as crianssa (dá sempre jeito falar à brasileiro) … cheguei aqui em casa e não tá ninguém… Tou desesperado…

– Calma sr. Aurélio, tente manter a calma que só a fé o pode ajudar – repetiu isto inúmeras vezes durante toda a conversa – e não recorra de maneira nenhuma às tentações do demo, renegue a magia negra que nesse momento, só há uma solução, só há uma porta: é Jesus.

Como se chama a sua esposa? Vocês estavam com problemas? O que senhor já fez para encontra-la?

– Hermínia… (choro) … A gente tava passando por uma crise, mas eu nunca imaginei que ele fosse embora e levasse meus filhos. Eu já fiz tudo, fui até na polícia mas ninguém encontra ela…

 – Sr.Aurélio tenta se acalmar que nós podemos ajudá-lo e em breve você terá dona Hermínia de volta. Dentro da sua família, do seu grupo de amigos, vocês não estarão sendo alvo de invejas, intrigas? Não há ninguém que não goste de você e esteja interferindo na vossa relação?

– Ah não sei.. A minha cunhada vive fazendo a cabeça dela, mas eu não sei.. (choro compulsivo)

– Meu senhor tente se acalmar que o seu caso é realmente muito, muito grave e delicado. Só há uma saída, só há uma porta: você tem quer ter muita fé que o caminho é Jesus. O senhor vive aonde? Como conheceu a nossa igreja?

– Eu vivo em X. Já fiz de tudo para encontrar ela e eu tou desesperado (choro)… Um amigo me falou de vocês e me deu esse número… (choro compulsivo)

– O senhor fez muito bem em ligar. Tem que manter a fé que nós vamos ajudá-lo. O senhor conhece a nossa igreja aí em X?

– Não…(choro)

– Então aguarde só um minutinho, por favor não desligue. – Em menos de um minuto, a jovem voltou – O senhor conhece a GNR de X? Nós estamos na rua X, número Y, amanhã às 8h30 da manhã tem reunião. O senhor pode comparecer e leve apenas uma foto de sua esposa que o pastor vai ajudá-lo.

– Amanhã de manhã não posso que eu trabalho.

– Ah então venha à reunião da noite no Oráculo da Fé (ou algo do género) que é às oito da noite e é exatamente para problemas como o seu e fortalecimento de relações.

– E eu vou e falo com quem?

– Aguarde só um minuto – menos de 30 segundos depois voltou – Vem e fala com pastor Y que vai estar lá pronto para tratar do seu caso, por favor não se esqueça da foto da sua esposa e tente sempre manter a calma que o desespero nesta hora não leva a nada.

– Muito obrigada moça. Mas é preciso pagar alguma coisa?

– Não. Basta trazer a foto da sua esposa e manter a fé. – A parte da massa depois deve ser o pastor que trata de sacar…

– Ok. Obrigado. Parabéns pelo vosso trabalho. Continuem a cair em trotes e a enganar as pessoas.

– De nada, uma boa noite senhor e não se esqueça só há um caminho, só há uma porta: é Jesus.- Finalizou ela tão compenetrada no texto e na personagem que estava a desempenhar que nem sequer percebeu o meu recado final.

Serve este texto para defender uma máxima antiga: qualquer grupo mafioso requer organização, e este tem de sobra:

O call-center deles funciona 24 horas por dia; o atendimento personalizado é velocíssimo – dá uma goleada em todas a grandes empresas que já contactei; o atendedor tem o repetitivo texto na ponta da língua e é um baluarte da eficiência na hora da lavagem cerebral; o criador do texto e o gestor desta relação com cliente é fenomenal já que toca em todos os pontos onde o ouvinte é susceptível de mostrar a sua vulnerabilidade – quando esta se manifesta o atendedor sabe dar a machadada final para o convencer a migrar até ao santuário. Depois o pastor trata de sacar as verdinhas e de fidelizá-lo ao clube.

Cada um acredita naquilo que quer e está no pleno direito de o fazer. Contudo apenas as pessoas frágeis psicologicamente e débeis do ponto de vista mental e de ânimo, caem nesta lenga-lenga de resolução fácil de todos os problemas da humanidade. São estas pessoas que realmente necessitam de ajuda que acabam por ser presas fáceis nas mãos de um professor Karamba ou desta quadrilha organizada que enriquece em cima das fragilidades pessoais dos indivíduos.

Para eles o meu desprezo total e o desejo que esta praga a que chamam religião, desaparece o mais brevemente possível. De qualquer forma, obrigado pela disponibilidade, deu para perceber como funciona a famiglia e foram 25 minutos muito bem passados.

GOSTOU DESTE ARTIGO? ENTÃO
ENTRE EM https://www.facebook.com/palavrasaoposte, CLIQUE ‘GOSTO’
E ACOMPANHE OS ARTIGOS DIÁRIOS DO PALAVRAS AO POSTE!                     

SONY DSCBruno Gomes

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s