Home

É difícil ser português e sportinguista e assumir publicamente que se prefere Messi a Cristiano Ronaldo. Não que eu ache que para falar de um tenha de mencionar o outro, mas a forma como as personagens se ligam – muito por culpa do valor mediático desta comparação – transforma dois extremos opostos em génios indissociáveis.

Nada tenho contra Ronaldo, até pelo contrário, admiro a sua incessante luta pela superação e por ser o melhor de sempre. É essa crescente procura de novos objectivos que faz com que um atleta tão vitorioso continue há vários anos a bater recordes e num nível soberbo, quando normalmente, até por tudo que já alcançou, pudesse perder o foco e relaxar competitivamente. Ronaldo é um exemplo de trabalho, superação, capacidade competitiva e merece todos os elogios possíveis.

Tudo isto é verdade, mas por uma simples questão de gosto não posso negar que prefiro o argentino. Aquela tímida criatura, com ar de autista e semblante triste pode parecer frágil, baixo e só possuir uma perna, mas aquilo que faz com todas essas limitações ainda o torna mais soberbo. 

Ao longo dos anos o futebol tem caminhado para questões físicas e abdicado do esteticismo, da arte. Hoje o trinco tem que ser alto, os centrais de menos de 1,85 quase não servem, a velocidade e a resistência vão ditando regras e os baixinhos vão perdendo espaço – veja-se o exemplo do talentoso Bernardo Silva no Benfica.

Messi é o representante máximo do saudoso futebol do antigamente, aquele pequenino habilidoso que faz a cabeça em água aos adversários e cria a magia que qualquer espectador quer ver. Sou um apreciador da simplicidade ou daquilo que sendo impossível para nós, nos deixa com a sensação de parecer fácil. É dessa naturalidade que são feitos os sonhos. E Messi faz sonhar todos aqueles que amam desinteressadamente o mundo do futebol. 

Depois de ter encostado em Raúl como melhor marcador de sempre da Liga dos Campeões, o recente destronar do histórico Telmo Zarra do posto de melhor marcador de sempre da Liga Espanhola – alcançado este fim-de-semana com um hat-trick contra o Sevilha – é ainda mais notável já que nos tempos que correm cada vez se marcam menos golos e o futebol tacticamente evoluiu para um reforço da defesa e do miolo em detrimento da linha avançada.

Messi pode actualmente não estar no seu melhor, pode não merecer este ano o título de melhor do mundo, mas a forma como suavemente ainda tira adversários do caminho, seja em dribles curtos ou em mudanças de velocidade com a bola coladinha na bota esquerda – e ninguém faz isso tão maravilhosamente como ele – coloca-o no topo daqueles que eu vi jogar. Talvez só Ronaldo Fenômeno – o que seria sem as lesões e se tivesse continuado em Barcelona? – esteve ao nível da ilusão pura que saem daqueles pés.

Numa era em que as tácticas se vão sobretudo à técnica e onde o desporto está cada vez menos emocionante e mais mecanizado – nem tirar a camisa para comemorar se pode… – foi e é uma honra assistir aos espectáculos de La Pulga.

Muchas gracias Lionel!

GOSTOU DESTE ARTIGO? ENTÃO
ENTRE EM https://www.facebook.com/palavrasaoposte, CLIQUE ‘GOSTO’
E ACOMPANHE OS ARTIGOS DIÁRIOS DO PALAVRAS AO POSTE!                     

SONY DSCBruno Gomes

2 thoughts on “Gracias Lionel

  1. Finalmente leio um português escrever sobre Messi sem pretender colocar a auto estima nacional (como se fosse obrigatório) ao nível dos pés do Crisitiano Ronaldo. Também prefiro Messi, pelo que faz lembrar o futebol de antigamente, do meu tempo de meninice, do tempo de centrais tão altos como Baresi ou Rui Bento.
    Será exagerado considerarmos o futebol de Messi como expressão talento puro, e o de Cristiano Ronaldo como produto de muito treino aliado ao talento?

    • Não acredito que seja exagerado, aliás concordo em parte com essa frase. Em parte porque Ronaldo também já foi talento puro, quando torcia laterais na Premier League e esbanjava a qualidade técnica que hoje não tem. Hoje é um matador insaciável e a fantasia ficou para trás. É um novo jogador, daí a dificuldade de comparação.

      Obrigado pela leitura e comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s