Home

Enzo Nicolás Pérez tem tudo o que gosto num jogador. Alia a técnica, o empenho, a inteligência, a paixão e a alegria. Mas Enzo será apenas mais um que por aqui passou quando poderia ter sido um dos grandes. Que culpa tem Enzo? Nenhuma. Quer ganhar mais, quer jogar numa liga mais competitiva e acredita no projecto Valência. Não está no Enzo, como não estava no Axel Witsel, no Jan Oblak, no Garay ou no Coentrão. Está no Benfica. No Benfiquinha de Vieira.

Ser hoje do Benfica é amar um Clube, um Símbolo, uma História e celebrar os títulos conquistados. Não há (nem podem haver) heróis. Ter hoje um ídolo no Benfica é como ter personagens favoritas em Game of Thrones. É estúpido. George R.R. Martin mata tudo. Vieira vende tudo.

O presidente do Benfica há muito se orgulha de reerguer o clube das cinzas. Mas o tão propalado ‘milagre financeiro’ torna estas vendas sucessivas num fenómeno, no mínimo, curioso. E se não houvesse ‘milagre financeiro’? E sem as vendas multimilionárias no Verão e no Inverno, todo o santo ano? Há muita coisa que o senhor Vieira devia explicar. Muita coisa que só ficaremos a saber quando este sair do poleiro. Esperemos que não seja demasiado tarde.

Foi-se Enzo em Janeiro (ou Dezembro, dá igual). Os encaixes avultados do Verão já não chegam para tapar o buraco. Isso assusta. Assusta muito. Porque nem depois de vender quase toda uma equipa que quase tudo ganhou (sobram três com baixo valor de mercado – Luisão, Maxi e Lima -, outro que passou grande parte da época passada lesionado – Salvio – e, milagrosamente e até ver, Gaitán) se vê o passivo baixar de forma minimamente interessante.

Sobram esses quatro pilares de 2013-2014 e depois um enorme vazio de incógnitas. Mas mais do que o valor dessas incógnitas, entristece não ter heróis a venerar. Bem sei que os tempos são outros e que já é difícil encontrar Tonis, Humbertos, Chalanas ou Velosos mas basta ver o exemplo a Norte, quando o FC Porto tudo faz para segurar as joias durante alguns anos. E tanto que têm ganho com isso…

Fica o vazio de heróis de uma geração. Fica o símbolo, o manto vermelho, os heróis de outros tempos e os milhões. Perdão, os milhões não ficam porque há muito Leo Kanu para comprar. Não, não é por este Benfica que morro de amores.

GOSTOU DESTE ARTIGO? ENTÃO ENTRE EM https://www.facebook.com/palavrasaoposte, CLIQUE ‘GOSTO’ E ACOMPANHE OS ARTIGOS DIÁRIOS DO PALAVRAS AO POSTE! 

joni_desenho

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s