Home

Em Portugal temos muito a mania de seguir a tendência, ora somos macacos, mas não vamos à bola com imigrantes e ciganos, ora somos Charlie e estamo-nos nas tintas para liberdade de expressão. Gostamos pouco de pensar e mais de agir, mesmo que seja de forma desorientada e sem nexo.

A opinião pública funciona assim porque a facilidade com que se acede às redes sociais infelizmente é superior aquela com que chegamos à educação e formação de pensamento.

Na semana passada Rui Patrício errou em Belém e o seu frango foi motivo de piada para a cerveja Sagres – patrocinadora oficial da selecção nacional, do rival Benfica, do próprio Belenenses e até da Liga Nacional.

Brincar com futebol é coisa que em Portugal não se deve fazer já que, como este caso demonstra, é um tema muito sensível para a generalidade dos adeptos.

Como adepto do Sporting confesso que o vídeo não me incomodou, a não ser o facto de ser uma brincadeira que na minha opinião parecia mais provocatória do que engraçada. Acho que a Sagres é totalmente livre de fazer os anúncios “humorísticos” que entender e este era um desses casos. Simplesmente achei que o vídeo não tinha graça nenhuma, ao contrário por exemplo das brincadeiras futebolísticas de Luís Franco Bastos.

Não me espantou o movimento de reprovação que levou à retirada do vídeo e não acredito que esta graçola da Sagres seja inocente. Esta marca de cervejas nunca perdeu tempo a fazer graçolas com os erros de outros atletas, patrocina uma competição e certos emblemas dentro da mesma, além disso é pública a relação conturbada que têm com o Sporting há anos. Os leões ainda durante a gestão de Filipe Soares Franco acusaram a marca de má-fé e rescindiram o contrato de patrocínio existente e para se vincularam à rival Super Bock.

Acreditar que um patrocinador oficial de um rival, com o qual o Sporting está neste momento de costas voltadas e com quem a Sagres tem relações privilegiadíssimas, fez este vídeo de forma normal e sem segundas intenções, denota uma inocência que infelizmente não tenho.

Rui Patrício tem provado a todos os sportinguistas ano após ano que é um soberbo guarda-redes, indiscutível na baliza leonina e portuguesa. Infelizmente ao contrário de guarda-redes medíocres e que falham regularmente em diversos clubes da primeira liga está terminantemente impedido, pela comunicação geral e opinião pública em geral, de errar. Talvez por ser português e jogar no Sporting…

Não é aceitável que um guarda-redes que erra muito raramente, que cresceu a olhos vistos e tem sido muitas vezes o anjo da guarda de uma defesa que raramente o protege, seja achincalhado em praça pública cada vez que falha.

Veja se por exemplo o caso de Roberto. O espanhol custou 8,5 quando estava avaliado em 4, foi um fiasco total com diversos frangos de aviário e depois de vendido no final da primeira época, ainda foi negociado mais três vezes sem nunca ter deixado de pertencer ao Benfica. A Sagres chegou até a fazer uma publicidade onde vangloriava os dotes que o espanhol nunca exibiu em Portugal. 

Outro caso similar é o de Artur que senão se lesiona na última época dificilmente permitiria aos encarnados a época de sucesso que tiveram e aquela que estão a ter. Cito estes dois nomes porque são exemplos de peso – principalmente o primeiro – para vídeos engraçados com receitas de frangos e afinal fazem ou fizeram parte de um clube que tem a Sagres como um dos mais importantes patrocinadores, logo a disponibilidade para aceitar as brincadeiras da marca de cerveja, dadas as boas relações entre as partes, serão muito maiores.

A cervejeira tem toda a legitimidade de brincar com o futebol e com os falhanços dos seus intervenientes, mas recomendo que o faça com todos, até porque já percebemos que de Charlie os portugueses não têm nada e se a empresa continuar a escolher alvos em vez de generalizar, vai voltar a sofrer as consequências.

GOSTOU DESTE ARTIGO? ENTÃO
ENTRE EM https://www.facebook.com/palavrasaoposte, CLIQUE ‘GOSTO’
E ACOMPANHE OS ARTIGOS DIÁRIOS DO PALAVRAS AO POSTE!                     

SONY DSCBruno Gomes

One thought on “Não somos nada Charlie

  1. Quanto à publicidade não há muito a dizer não se pode acusar a Sagres de nada porque realmente é livre de o fazer. Porém é obviamente de mau gosto não por ser o Rui Patrício mas por ser um homem que errou no seu trabalho como todos nós erramos nos nossos ás vezes e para mim foi um bocado desrespeito para com a pessoa Rui Patrício. Isto tudo sem pôr em causa o seu valor ou clube que para mim nesta situação é o que menos importa. Quanto a essa cruzada contra o Sporting e principalmente do Benfica contra o Sporting parece-me extremamente exagerado o que já é imagem de marca de Bruno Carvalho que está a ser o excelente presidente e muito inteligente. Não me parece que de facto essa cruzada exista e aliás foge muito ao histórico de rivalidades entre os 2 clubes. Nunca o Benfica se esforçou muito em denegrir a imagem do Sporting como supostamente faz desde que o Bruno Carvalho assumiu a presidência nem o Sporting fazia o que faz agora. Repúdio completamente a atitude da Sagres em ter feito aquele video que é ridiculo e nada mais faz que passar uma imagem negativa de uma pessoa que por acaso é o Rui Patrício mas daí a dizer que isso é para beneficiar de alguma forma o Benfica parece-me excessivo. Quanto á pressão aos guarda redes não sei se existe algum guarda redes mais pressionado em Portugal que o do Benfica. O Artur não jogava à um carrada de jogos e quando o Julio César se lesionou foi tudo de mãos à cabeça que já iamos perder em Alvalade por causa do Artur nessa semana ele deve ter feito capas de jornais quase todos os dias ele e a emergência do Julio César recuperar para ele não jogar. No entanto assumindo até que o Rui Patrício é mais pressionado que qualquer outro é de facto pela sua qualidade e falta de qualidade da defesa do Sporting. Ele é pressionado por ser um grande guarda redes e por salvar muitas vezes (ao contrário do Artur por exemplo). Cada vez que um guarda redes como o Patricio erra há pressão porque ele é o elo mais forte da defesa do Sporting sem qualquer dúvida. Agora quanto a isso acho que é um bocado uma falsa questão, ele corresponde e pronto. O Ronaldo se não marcar um jogo já está em crise também. Eu sei que há essa tendência à medida que nos afastamos dos nossos objectivos alimentarmos essas cruzadas e tal e acho que o Bruno Carvalho faz muito bem com o LFV quando precisou também o fez ao longo de muitos anos para justificar o facto de não ganhar, são estratégias eficientes mas nem sempre são verdade.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s